ANTT

ANTT divulga balanço da Operação Muralha

por ASCOM - Publicado em 29/06/2018 17h04. Última modificação em 03/07/2018 16h32.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou, nesta sexta-feira (29/6), o balanço da Operação Muralha, iniciativa integrada com a Receita Federal e outros órgãos públicos, que teve o objetivo de fiscalizar o transporte de passageiros na região da fronteira, a cerca de 30 quilômetros de Foz do Iguaçu (PR). O ponto de encontro foi na praça de pedágio da BR-277, em São Miguel do Iguaçu (PR).

Foram fiscalizados 1.082 veículos, sendo lavrados 272 autos de infração relativos ao transporte rodoviário interestadual e internacional de passageiros. Destes autos, 119 (cerca de 44%) dizem respeito à defeito/falta de itens ou equipamentos de segurança obrigatórios e, em 75 deles (cerca de 63%), os veículos foram obrigados a sanar o problema para que pudessem seguir viagem. No total, houve 56 transbordos de passageiros, sendo 27 deles por conta de problemas de segurança. Com relação ao transporte clandestino, foram realizadas 29 apreensões.

"A integração com outros órgãos de fiscalização foi de fundamental importância para o sucesso da nossa empreitada, bem como também colaboramos com informações cruciais para aperfeiçoar a ação dos parceiros", afirma o coordenador responsável pela fiscalização da ANTT, Hugo Rodrigues. "Nossa principal preocupação é salvar a vida do passageiro", acrescenta.

Confira o vídeo abaixo sobre a fiscalização da ANTT na Operação Muralha.

 

Operação em números –

Período da operação: 30/4 a 25/6 (57 dias)
Quantidade de servidores: 18 fiscais
Unidades Regionais envolvidas: URSP, URMG e URCN
Quantidade de veículos fiscalizados: 1.082
Passageiros transportados com segurança: 27.000
Autuações: 272
Retenções: 75
Veículos substituídos por problemas de segurança: 27
Transbordos: 56
Apreensões de veículos clandestinos: 29
Previsão de arrecadação: R$ 1.097.664,00